Arquivo de maio 12, 2019


Purgatorio da Imprensa

Doria formata TV Cultura ‘pró-mercado’ – (O Estado de S.Paulo – 12/05/2019)

Governador prepara reformulação na emissora no momento em que busca dar guinada liberal no PSDB; proposta contraria enfoque do canal.

A TV Cultura tem 821 funcionários e o orçamento previsto para 2019 é de R$ 146,7 milhões – deste montante, R$ 40,6 milhões é a previsão de receita própria por meio de licenciamento de produtos e prestação de serviços, como a TV Câmara de São Paulo, por exemplo.

https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,doria-formata-tv-cultura-pro-mercado,70002825289

A emissora tem um rico arquivo, com materiais exclusivos, e precisa disponibilizar um espaço para suas “pérolas” do passado, fazer alguns remakes e dar continuidade no que foi interrompido, com nova roupagem.

SÓ QUE O JORNALISMO PRECISA ACABAR COM AQUELAS BANCADAS DE COMENTARISTAS, AMPLIAR O ESPAÇO PARA REPORTAGENS DAS AFILIADAS DE TODO O BRASIL E INCLUIR MAIS PRESTAÇÃO DE SERVIÇO.

DEIXEM AS “TRICOTAGENS” DAS VELHAS TIAS SOCIALISTAS CAVIAR DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS, SUSTENTADAS COM SALÁRIOS GORDOS PAGOS PELO POVO, PARA PROGRAMAS COMO O RODA VIVA, QUE JÁ PERDEU GRANDE PARTE DA CREDIBILIDADE.

E a Federação Paulista de Futebol, assim como outras, precisa participar mais da programação.

TV Cultura usa recursos da Lei Rouanet – (Folha de S.Paulo – 03/01/1999)

Emissora quer captar R$ 5 milhões em 1999 para patrocínio de programas como “Roda Viva” e “Cocoricó”.

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq13019909.htm

Emissora pública captar recursos, receber incentivos fiscais e verbas públicas para apresentar conteúdos de qualidade, alternando para todos os gostos e tipos, com responsabilidade, inteligência e imparcialidade é o que todos os contribuintes aprovam e esperam.

É o incentivo que vai para uma coisa e beneficia muitas.

Segundo TCM, Doria gastou mais que o permitido com publicidade em 2018 – (Poder360 – 12/05/2019)

Durante 4 meses como prefeito de São Paulo.

Extrapolou gastos para o 1º semestre.

Possível improbidade administrativa.

Levantamento da Folha de S. Paulo.

https://www.poder360.com.br/justica/segundo-tcm-doria-gastou-mais-que-o-permitido-com-publicidade-em-2018

E a Faliu de S.Paulo não recebeu algo, ou recebeu menos do que gostaria?

E quanto o BarbariHaddad gastou para pintar a cidade de vermelho em ciclovias para CUbano ver?

Se vingar o velho modus operandi tucano para 2022, de não cumprir mandato integral e deixar o fundo do tacho para o vice raspar, haverá mais gastos do fundo partidário que cai nas costas de otário e mais publicidade de quem estiver saindo e quem estiver assumindo.

Abertura da novela Floradas na Serra (1981) – TV Cultura

Grupo Nós TV

Abertura de O Vento do Mar Aberto (1981) – TV Cultura

93Fr1

Abertura de MUNDO DA LUA – TV Cultura

Baú dos Desenhos


Los vagabundos en Brasil e las rameras en España

Publicado: maio 12, 2019 em Sem categoria

El Viadon

Casada com espanhol, Simaria diz que brasileiros são vagabundos – (Notícias Ao Minuto Portugal/Brasil – 09/05/2019)

A sertaneja é casada há 10 anos com o empresário espanhol Vicente!

https://www.noticiasaominuto.com.br/fama/913950/casada-com-espanhol-simaria-diz-que-brasileiros-sao-vagabundos

Oito em cada 10 prostitutas detidas na Espanha eram do Brasil – (BBC Brasil/Bonde – 02/11/2010)

Em segundo lugar, depois das brasileiras, estão as romenas.

Apesar de traficar mulheres brasileiras, a maior parte das quadrilhas é composta ou chefiada por europeus.

Os brasileiros aparecem também na dos mais detidos por falsificação de documentos nos últimos 12 meses.

https://www.bonde.com.br/bondenews/internacional/oito-em-cada-10-prostitutas-detidas-na-espanha-eram-do-br-161176.html

Estudos Nacionais é vítima de fake news do El País – (Estudos Nacionais – 08/05/2019)

A reportagem “Como o lobby contra o aborto avança no Brasil” publicada em 30/04 no El País Brasil, por Luiza Villaméa e Mônica Tarantino, traz diversas imprecisões e acusação falaciosa de fake news contra o trabalho desenvolvido e publicado no Estudos Nacionais, por este colunista. Dentre os pontos que precisam ser esclarecidos destacamos:

1) Reportagem paga por fundações internacionais tenta negar financiamento da pauta do aborto

No site do Instituto Patrícia Galvão, sua lista de parceiros inclui não apenas a Fundação Ford e o Fundo Populações da ONU, tradicionais financiadores da pauta, mas até a maior clinica de abortos do mundo, Planned Parenthood, por meio de sua federação (IPPF – International Planned Parenthood Federation)

http://estudosnacionais.com/coluna/biopolitica/estudos-nacionais-e-vitima-de-fake-news-do-el-pais

Breno Mazza e Vicente – O Vagabundo Casou (Acústico)

Various Artists – Topic

Lindomar Castilho – Corazón Vagabundo ( En Español )

Canciones Del Recuerdo



Unigranja

Cancelamento do programa Idioma Sem Fronteiras atinge Universidade Estadual de Londrina – (Agência UEL/Bonde – 12/05/2019)

Comunicado enviado nesta quinta-feira (9) pela Secretaria de Educação Superior (SESU), do Ministério da Educação, aos 54 coordenadores do Programa Idioma Sem Fronteiras (ISF), oficializou o corte das bolsas do programa, criado oficialmente em 2012 para auxiliar universitários a terem acesso aos programas de mobilidade, fomentando a internacionalização nas Instituições de Ensino.

https://www.bonde.com.br/educacao/noticias/cancelamento-do-programa-idioma-sem-fronteiras-atinge-uel-495514.html

Programa Idiomas Sem Fronteiras do Ministério da Educação recusa inscrição de candidato habilitado. – (Reclame Aqui – 09/02/2015)

Lamentável, que as instituições de nosso país ainda operem com uma comunicação defasada e sofrível, em pleno século XXI. A começar pela sigla da instituição que ainda não foi modificada. Basta lembrarmos que MEC era a antiga sigla para “Ministério da Educação e Cultura”, e como sabemos, hoje Educação e Cultura são ministérios distintos.

https://www.reclameaqui.com.br/ministerio-da-educacao/programa-idiomas-sem-fronteiras-do-ministerio-da-educacao-recusa-inscricao_11836259

95% da população brasileira não fala inglês – (DINO/Terra – 25/08/2018)

País ocupa a 41ª posição num ranking de 70 países.

https://www.terra.com.br/noticias/dino/95-da-populacao-brasileira-nao-fala-ingles,9f848f68ed451de99742216570b7ccf9gc7gj8du.html

São os escravos do ZapZap com barulho de “plim plim” na cabeça?

Bolsistas no exterior não falam inglês porque ninguém fala inglês – (Abecedario/Folha de S.Paulo – 17/02/2014)

Está todo mundo comentando sobre a falta de inglês dos bolsistas do Ciência sem Fronteiras, programa federal que tem o objetivo de enviar 101.000 estudantes brasileiros ao exterior até o próximo ano.

De acordo com uma matéria da Folha que saiu neste domingo, há um número considerável de bolsistas que corre o risco de ter de voltar ao Brasil sem ter feito o curso pretendido porque não conseguiu proficiência na língua.

Por que os bolsistas não falam inglês?

Simples: porque no Brasil não há inglês no ensino universitário.

https://abecedario.blogfolha.uol.com.br/2014/02/17/bolsistas-no-exterior-nao-falam-ingles-porque-ninguem-fala-ingles

Mandaram um monte de “companheiros” caboclos querendo ser ingleses para o exterior, por que CUba nem pensar, eles passearam mudos por vários países às custas dos contribuintes.

#Ficaespanhol: movimento ganha força no RS após lei alterar ensino de idiomas nas escolas – (Gaúcha/ZH/RBS – 19/07/2018)

Reforma do Ensino Médio deixa apenas o inglês como idioma obrigatório, o que motivou mobilização no Estado.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/educacao-e-emprego/noticia/2018/07/ficaespanhol-movimento-ganha-forca-no-rs-apos-lei-alterar-ensino-de-idiomas-nas-escolas-cjjrupylr00wo01o4m0l9hmsd.html

A Espanha está sendo um grande importador de “frangos” brasileiros, etiquetados com o selo Brasil, ame-o ou deixe-o.

Pela sobrevivência das línguas indígenas – (Revista Pesquisa Fapesp – 13/03/2019)

Com auxílio de tecnologia, pesquisadores atuam para evitar desaparecimento de idiomas nativos existentes no Brasil.

http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/11/19/pela-sobrevivencia-das-linguas-indigenas

Ensino de línguas indígenas – PGM03

TV USP – 15/04/2014

A USP deveria incentivar o Jornal da Cultura a levar um indígena culto, apartidário e honesto para participar como comentarista convidado.

O telejornal herzoguista virou um “clubinho” de intelectuais de esquerda das universidades públicas e até adoradores de Zumbi.

A terra do ‘véi’, ‘oxe’, ‘treta’ e outras mil gírias – (Correio Braziliense – 21/07/2017)

Véi, tesourinha, cabulo, camelo e baú são algumas das expressões típicas da juventude brasiliense. O modo de falar de quem mora na capital é suprarregional, urbano e com grande influência da língua expressa, diz pesquisadora.

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/especiais/made-in-brasilia/2017/04/21/noticia-especial-madeinbrasilia,590031/conheca-as-girias-que-se-usa-em-brasilia.shtml

“O português brasileiro precisa ser reconhecido como uma nova língua. E isso é uma decisão política” – (Jornal Opção – 13/06/2015)

Um dos mais importantes linguistas do País, professor da UnB diz que na academia se faz política o tempo todo e se assume militante da causa do idioma nacional.

https://www.jornalopcao.com.br/entrevistas/o-portugues-brasileiro-precisa-ser-reconhecido-como-uma-nova-lingua-e-isso-e-uma-decisao-politica-37991

Se o novo idioma brasileiro conter tudo o que se fala no país, será mais fácil negociar com o assaltante e até compreender melhor o que se passa nas orgias universitárias, para se dar melhor na “tal” suruba.

Sotaques e Expressões do Brasil: Como Falamos de Norte a Sul

Babbel Português – 03/01/2018

Deveriam criar a Academia Brasileira de Porra Nenhuma, com bastante “mortais” para preservar o idioma brasileiro do cotidiano, que inclui várias línguas em seu vocabulário.