Fórmula 1 e p*taria sempre andaram juntas, porém, é “cafetinagem” que não acaba mais

Publicado: julho 14, 2019 em Sem categoria

Carroçologia

Acordo para garantir F-1 em São Paulo é alvo de suspeita e de denúncia no TCU e MPF – (Diário do Poder – 13/07/2019)

Mecanismo utilizado não foi contrato, mas convênio, que proíbe lucro e uso de verbas públicas.

https://diariodopoder.com.br/acordo-para-garantir-f-1-em-sp-e-alvo-de-suspeita-e-de-denuncia-no-tcu-e-mpf

Rio Motorsports garante exclusividade em negociações para GP no Rio – (UOL – 13/07/2019)

A Rio Motorsports, empresa que negocia a ida do GP Brasil para o Rio de Janeiro a partir de 2021, fechou acordo com a Fórmula 1 para ter exclusividade na negociação para levar a etapa brasileira à cidade carioca até 30 de novembro deste ano, como apurou o UOL Esporte em Silverstone, onde a categoria realiza neste final de semana a décima etapa da temporada. Os promotores estão confiantes de que vão conseguir fechar o contrato para tirar a corrida de São Paulo, contudo, antes disso, depois deste avanço nas negociações.

https://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2019/07/13/rio-garante-exclusividade-em-negociacoes-para-ficar-com-gp-ate-novembro.htm

Em meio a ‘dança das cadeiras’, Fittipaldi fica de lado e não tem nome cogitado na F1 – (Grande Prêmio/Terra – 14/01/2019)

Paddock GP #167 abordou o “esquecimento” do brasileiro Pietro Fittipaldi na briga por um cockpit na Fórmula 1. Piloto de testes da Haas, ele atualmente compete no DTM, sem grandes destaques.

https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/em-meio-a-danca-das-cadeiras-fittipaldi-fica-de-lado-e-nao-tem-nome-cogitado-na-f1

Massa diz que planos para mudar o GP do Brasil de F1 “soa como uma piada” – (F1 Mania – 05/07/2019)

O Grande Prêmio do Brasil pode ser transferido para o Rio de Janeiro num futuro próximo. O brasileiro Felipe Massa, ex-piloto de Fórmula 1, não gosta do plano e gostaria que o presidente pense novamente, antes de dar o lance como concreto.

Massa disse à Rede Globo, que é um plano ruim. “Soa como uma piada para mim. Se você olhar ao redor do mundo, há muitos circuitos que estão tendo dificuldades ou à venda.

https://f1mania.lance.com.br/formula-1/massa-diz-que-planos-para-mudar-o-gp-do-brasil-soa-como-uma-piada

Autódromo de Interlagos: muito além da sede da F1 no Brasil – (Jornal da USP – Universidade de São Paulo – 04/07/2019)

O GP Brasil trouxe R$ 334 milhões para São Paulo em 2018.

A queda de braço entre São Paulo e Rio de Janeiro pela sede do GP do Brasil, hoje disputado em Interlagos, está dando muito o que falar. Envolve não somente a cidade que vai sediar o evento, mas, principalmente, os patrocinadores que são agenciados para a empresa proprietária da Fórmula 1, a Liberty Media. Só para se ter uma ideia, o Brasil é o país com maior audiência televisiva da F1 no mundo, sendo o único em que as provas ainda são transmitidas ao vivo. Em contrapartida, também é o único país, além de Mônaco, a não pagar uma taxa para ter o GP. Nesta sua coluna, a professora Raquel Rolnik faz uma análise do que considera um descaso da Prefeitura com a região de Interlagos, que é extremamente povoada.

https://jornal.usp.br/atualidades/autodromo-de-interlagos-muito-alem-da-sede-da-f1-no-brasil

Oscar Maroni: ‘Bolsonaro está indo longe demais. A F1 não pode sair de São Paulo’ – (Veja/Abril – 25/06/2019)

Empresário conta que o faturamento de sua casa aumenta em até 60% durante o GP do Brasil e revela decepção com o presidente, de quem foi apoiador.

https://veja.abril.com.br/esporte/oscar-maroni-bolsonaro-esta-indo-longe-demais-a-f1-nao-pode-sair-de-sp

Sobre as Grid Girls – (Grande Prêmio/Terra – 31/01/2018)

A Fórmula 1 oficialmente acabou com as “grid girls”. As justificativas da Liberty estão aqui. Basicamente, “não ecoam nossos valores” e são uma instituição “antiquada”.

https://flaviogomes.grandepremio.com.br/2018/01/sobre-as-grid-girls

Fórmula 1 bane modelos, mas feministas continuam a apoiar prostitutas e protestando peladas – (Mulheres contra o feminismo – 04/02/2018)

Em comunicado emitido no último dia 31 de janeiro, a Fórmula 1 decidiu banir as grid girls (aquelas modelos que promovem os eventos por escolha) nas corridas da categoria. O argumento utilizado foi que a prática “não faz parte dos valores da marca, além de ser questionável com as normais sociais modernas.” Em contrapartida, várias grid girls manifestaram-se contrárias à decisão, por motivo óbvio: é um trabalho como qualquer outro e a decisão “politicamente correta” prejudica diretamente as mulheres que realizam o trabalho.

https://mulherescontraofeminismo.wordpress.com/2018/02/04/formula-1-bane-modelos-mas-feministas-continuam-a-apoiar-prostitutas-e-protestando-peladas

Não precisei ser prostituta para ficar na F1, diz Massa – (Agência Estado/Gazeta do Povo – 20/11/2013)

Piloto brasileiro destacou o fato de não ter precisado pagar para conseguir uma vaga na Williams na próxima temporada.

https://www.gazetadopovo.com.br/esportes/formula-1/nao-precisei-ser-prostituta-para-ficar-na-f1-diz-massa-3lm602cz05hkvn1cj7p9w82mm

Google e ex-chefe da F1 Max Mosley fazem acordo sobre fotos de orgia – (Tecmundo – 15/05/2015)

O Google e o ex-chefe da Fórmula 1 Max Mosley chegaram a um acordo extrajudicial em sua disputa sobre a difusão na internet das imagens de uma orgia sadomasoquista deste último, anunciaram as duas partes à AFP. O ex-presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) exigia a retirada das imagens nas quais ele é visto na companhia de mulheres vestidas aparentemente com uniformes nazistas.

https://www.tecmundo.com.br/google/79950-google-ex-chefe-f1-max-mosley-acordo-fotos-orgia.htm

#FullBrazilian: Lotus faz piada com estilo de depilação e causa polêmica – (GloboEsporte/Globo – 23/11/2013)

Em Interlagos, a Lotus gravou nos carros de Romain Grosjean e Heikki Kovalainen a hashtag #FullBrazilian com uma “pin-up” (ilustração que reproduz modelos sensuais) estampada. O termo “full brazilian” virou uma gíria estrangeira bastante conhecida – principalmente nos Estados Unidos – para a depilação íntima feminina brasileira, famosa no mundo nos anos 90.

http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2013/11/fullbrazilian-lotus-faz-piada-com-estilo-de-depilacao-e-causa-polemica.html

Marcas de bebidas aproveitam GP de Fórmula 1 do Brasil para fazer marketing – (PropMark – 10/11/2015)

Itaipava patrocina circuito e Johnnie Walker grava ação global de consumo responsável.

http://propmark.com.br/anunciantes/marcas-de-bebidas-aproveitam-gp-de-formula-1-do-brasil-para-fazer-marketing

Marcas de cigarro voltam discretamente à Fórmula 1 – (AFP/Estado de Minas – 1502/2019)

Philip Morris com a Ferrari e British American Tobacco com a McLaren: após mais de dez anos de ausência na Fórmula 1, as marcas de cigarro, que desempenharam um papel importante na categoria principal de automobilismo entre os anos 1970 e 2006, estão retomando seu relacionamento com o esporte.

Foi o grupo Philip Morris International (PMI), patrocinador histórico da Ferrari através da marca Marlboro, que habilmente iniciou o movimento em outubro.

Devido à proibição em muitos países de publicidade para produtos relacionados ao tabaco, as empresas estão promovendo agora na F1 projetos paralelos de suas atividades principais e produtos menos polêmicos.

https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/02/15/interna_internacional,1030943/marcas-de-cigarro-voltam-discretamente-a-formula-1.shtml

Venha assistir a Formula 1 no Bahamas Hotel Club

Oscar Maroni – 08/11/2016

Camarote da Globo na Fórmula 1

Star Motors Rio – 11/11/2018


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s